Acesse o Portal CIIC
Casa Relíquia

A “Casa Relíquia” ou “Casa Mãe” é um ponto turístico oficial de Nova Trento, justamente por ser considerado o berço da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição. Localizada nos belíssimos jardins do CEIC, é possível visitar os interiores e conhecer toda a história de Madre Paulina contada por alguma das irmãs que residem na comunidade local.

No silêncio da madrugada.

Confira abaixo o relato de Madre Paulina em suas cartas, quando pela primeira vez havia chegado no que seria considerada a casa inicial dos trabalhos da Congregação das Irmãzinhas das Imaculada Conceição.

Celebrada, pois com toda pompa e grande afluência de fiéis, a solenidade, e cansadas como estávamos, fizemos os últimos preparativos para a saída. Se de um lado a entrada na nova casa nos enchia de consolação, de outro lado estávamos comovidíssmas tendo que abandonar (embora ficassem em Vígolo algumas de nossas companheiras) o nosso casebrinho colocado tão pertinho da igrejinha da Imaculada Conceição…

A comoção não nos deixou repousar por um instante. Pela meia noite partimos a pé e em grande silêncio, para Nova Trento. Éramos a Amábile, a Virgínia Rosa Nicolodi e a Teresa Anna Maule. Tínhamos nas mãos três embrulhos e dois guarda chuvas. Tinham ficado na casa de Vígolo a Magdalena Ogliari, Catharina Ropelato, as duas pequenas Helena Dallabrida e Rosa Ceccato, e a senhora doente sexagenária. As outras crianças tínhamos mandado para suas casas, a fim de que tivéssemos tempo de organizar a nova pequena comunidade; voltariam depois.

Chegamos à nossa casa pelas três horas da madrugada, e descansamos sobre algumas tábuas que aí achamos, até que ouvimos tocar a Ave Maria no campanário da residência do Sagrado Coração de Jesus.

Então fomos para a Igreja, participamos da primeira Missa, e recebemos a Santa Comunhão das mãos do Padre Ângelo Sabbatini, de saudosa memória.

Texto extraído do livro:

NEGRI, Irmã Terezinha Santa. Do casebre para o mundo: História da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição. Volume 1. São Paulo:2014.